Browsing Category

Resenha

Beleza Resenha

Resenha: Catastrophe Cosmetic – Lush

Eis que chegou o famigerado dia em que eu juntei os cinco potinhos vazios pra realizar uma troca na Lush. Confesso que nunca tinha testado uma máscara facial fresca antes – afinal, a Mask of Magnaminty é a minha fiel companheira – e eu não tinha a menor ideia de qual iria levar quando cheguei na loja.

Como a Lush é uma loja maravilhosa, a atendente (que infelizmente eu já esqueci o nome porque faz um tempinho considerável) tirou todo o tempo do mundo pra me explicar cada uma das máscaras frescas, suas propriedades e me deixou testar cada uma delas. Não vou mentir, tem umas BEM EXÓTICAS e outras mais tranquilas. Eu optei pela que tinha mirtilos na composição – o cheiro é uma delicinha – e porque ela tem um efeito parecido com a Magnaminty.

A máscara tem uma consistência bem grossinha e é incrivelmente refrescante – e juro que não é pelo fato dela obrigatoriamente ser conservada na geladeira – uma delícia na hora de aplicar. Quando ela começa a secar, parece que você passou uma leve camada de cimento feat. massa corrida na cara. Risos.

eu não tinha nem virado ruiva ainda, HAHA

Ao lavar o rosto fiquei positivamente surpresa: meu rosto ficou com um toque super macio, agradável e fresco. Ou seja, no geral eu gostei bastante e o único inconveniente é ter que guardar o potinho na geladeira (o que pode gerar uma certa preguiça de usar). Como a máscara fresca não deve ser guardada por muito tempo para evitar o ressecamento, já que ela tem uma validade relativamente baixa, usei todo o meu potinho durante cerca de 1 mês e meio.

Vocês já usaram alguma máscara fresca da Lush? Recomendam alguma? Vamos trocar figurinhas porque eu sou louca pra testar mais algumas!

Filmes & TV Resenha

Stranger Things: uma resenha sincera

strangerrr

~ESSA RESENHA É LIVRE DE SPOILERS~

Na semana em que o Netflix liberou Stranger Things, papeando com a miga Carla do Faltou Açúcar no Telegram ela me recomendou assistir um vídeo sobre a série e eu como boa fanzoca de seriados fiquei na pira de assistir o mais rápido possível. Cheguei em casa, coloquei meu pijaminha, mergulhei no edredom e dei início a famigerada maratoninha. Não vou mentir, achei os três primeiros episódios absurdamente chatos. Logo no primeiro episódio bate uma sensação absurda de déjà vu, parecia um remake compilado de um monte de filmes dos anos 80 (tem até vídeos por aí mostrando todas as referências que aparecem na série) mas o que mais me chamou atenção foi ET, o primeiro episódio tem MUITAS cenas similares ao filme.

Mas como eu sou guerreira e a temporada só tinha oito episódios, eu persisti. Parecia uma criação muito louca do Netflix pra atrair todas as tribos: fotografia descolada, roteirinho de comédia romântica feat. suspense feat. ficção, tsunami de fanservice…tudo bem mediano. E daí chegou o episódio 4 e a coisa ficou séria: apesar de ainda ter que acompanhar o draminha amoroso juvenil da Nancy (olha que euzinha adoro esse tipo de coisa – e não suportei) a história da Eleven começa a aparecer, assim como a história do tal monstro. Agora papo sério, vou deixar casualmente alguns motivos para você acompanhar essa série também.

A ATUAÇÃO DAS CRIANÇAS É SENSACIONAL

eleven

Crianças no elenco é sempre um ponto de tensão: pode ser uó ou pode ser maravilhoso. E olha, foi maravilhoso. A atuação deles é de arrepiar e deixar muito adulto no chinelo – destaque principalmente para a atriz que faz a Eleven e o ator que faz o Dustin. Conquistaram meu coração.

WINONA RYDER DE VOLTA NA SUA TELINHA

wynona-st

Com tanta inspiração nos anos 80, nada mais justo do que trazer à tona uma das atrizes ícones da época. No seriado, enquanto todos acreditam que seu filho está morto ela não só acredita que ele está vivo como consegue receber sinais dele e até mesmo se comunicar. Ela é taxada de louca até pela própria família e é de partir o coração. Mas garanto que vale cada segundo de aflição.

TRILHA SONORA IMPECÁVEL

stranger-things-trilha-2-488x488

Pra quem curte um classic rock a trilha sonora é simplesmente impecável. Sem palavras, tudo muito bem escolhido e ainda com uma vibe bem nostálgica. Quer mais? O Spotify é tão mozão que fez uma playlist completa pra você curtir! Para ouvir, basta clicar aqui.

E aí, ficou com vontade de assistir também? Já assistiu e quer comentar com alguém? Só me procurar nas minhas redes sociais que eu vou adorar conversar sobre a série! CRUJ, CRUJ, CRUJ, TCHAU!