BEDA #3: Livro do Lucão

Em 03.08.2015   Arquivado em Livros, Publicidade, Resenha

OLAR! Semana passada chegou um pacote surpresa da Editora Benvirá aqui em casa – para a minha alegria – como eu mostrei no meu instagram e logo de cara esse livrinho azul e pequenino chamou a minha atenção. Eu não fazia a menor ideia de quem era o tal do Lucão mas já tinha um feeling que iria curtir a coisa toda. Minha prima, que estava de passagem lá em casa, surtou quando viu o livro na minha mão. Acho que talvez ela seja fã do Lucão. SÓ ACHO. Deitamos na cama e começamos a folhear o livro e quando eu me dei conta, eu não queria mais parar. Olhem só o porquê:

lucao-livro-benvira-1

lucao-livro-benvira-2 lucao-livro-benvira-3 lucao-livro-benvira-4 lucao-livro-benvira-5

Todos os versos e poemas são ilustrados – por 11 artistas convidados – com o maior capricho do mundo, não tem como não se apaixonar. Pelo que eu li, rolou até um concurso e 4 ilustrações de fãs do autor estão presentes no livro também! Fiquei muito em dúvida entre quais fotografar para mostrar aqui no post. Em menos de meia hora eu terminei o livro e, sempre que posso, abro uma página aleatória para reler. Se eu tivesse uma mesinha de cabeceira, certamente esse livro estaria nela.
Minha única ~reclamação~ é que eu não achei link de nenhuma das redes sociais ou até mesmo do blog do Lucão na capa/contracapa do livro e tive que apelar ao google para saber mais sobre o moço – confesso que fiquei chocada em saber que o blog dele existe há mais de 10 anos e eu nunca tinha visto. Se você, assim como eu, também não conhece o escritor goiano você pode visitar o blog dele clicando aqui ou segui-lo no instagram (eu recomendo!).

Título: É Cada Coisa Que Escrevo Só Pra Dizer Que Te Amo
Autor: Lucão
Editora: Benvirá
Ano: 2015
Páginas: 160
Nível de amor: ♥♥♥♥♥

Se você é uma pessoa visual e não costuma ler com frequência – mas gosta da coisa – esse livro definitivamente é para você. Quem aí já conhecia o trabalho do Lucão? Alguém já leu o livro? Se sim, me conte ali nos comentários qual é a sua página predileta. Bisous et à bientôt!

badge_post_01

BEDA #2: Querido diário

Em 02.08.2015   Arquivado em Pessoal
Photo 02-08-2015 21 32 34

chama aqueles caras de supernatural porque tem um demônio aí!!!!!!!!!!!!

OLAR MIGOS, MIGAS E MIGUES! Eu tinha um post todo bonitinho preparado para hoje mas não vai ter não. Sabe por quê? Porque Murphy olhou pra mim hoje e falou “queridinha, te prepara que eu vou causar”. Daí vou aproveitar que o BEDA retoma essa vibe da blogosfera ~old school~ e vou fingir que estou em 2003 enquanto conto um pouco dos acontecimentos do dia pra vocês, tá bom? Então tá bom. #joutjoutfeelings
Para quem não conhece ainda, essa belezinha na foto é a minha satã miniatura cadelinha – a Cookie. Levei ela para passear umas duas vezes de manhã, mais umas duas de tarde…o que é ligeiramente atípico. Mais atípico ainda é ela querer andar, curtir o passeio e nos deixar fotografá-la. Não questionei, apenas aproveitei essa vibe mais calma dela. Mal sabia euzinha o que estava por vir, né mores?

lagrimas

minhas lágrimas góticas nada suave

Tava tudo indo brilhantemente bem. De tarde comecei a arrumar as coisas da Cookie (porque ela ia passar dois dias fora na casa de uma amiga minha), peguei os brinquedinhos, kit de higiene, potinhos, coleira…tudo que ela tinha direito. Antes que alguém aí pergunte, ela ia passar uns dias fora porque ela não tá acostumada a ficar o dia inteiro sozinha ainda e não teria ninguém pra dar almoço pra ela. Mas como eu disse, ela tava indo pra casa da minha amiga e tudo ia dar certo.
Nessa hora o universo olhou pra mim e disse: PERA LA, QUERIDINHA! TÁ MUITO FÁCIL, DEIXA EU COMPLICAR. A Cookie entrou do nada numa onda muito louca de destruição durante a tarde. Deu trabalho. Passou. Daí minha amiga atrasou e depois me mandou uma mensagem no whats dizendo que eu já podia ir e então o que eu fiz? Dei a janta pra bichinha e levei ela para um último passeio antes de enfrentar o trânsito de São Paulo para cruzar a cidade num fim de domingo. Deu tudo certo, levei as coisas pro carro e lá fomos nós.

dogcar

Bastou sair da garagem para a Cookie ficar possuída pelo ritmo ragatanga e começar a se debater no meu colo. Até aí, achei que era só ansiedade e continuamos para o nosso destino.  SÓ QUE NÃO. O carro tava com nível de água baixo e apareceu mensagem para não superaquecer o motor. Paramos num posto pra completar a água. Assim que saímos do posto, vimos que o tanque tava quase vazio (haha, juro) e lá fomos nós parar em outro posto no caminho.
Quando a gente estava a tipo 100 metros da porra do posto (desculpa aí se tem crianças lendo esse post mas vai ter palavrão sim porque isso aqui não é filme Disney) eu sinto um líquido quente na minha calça jeans. A Cookie fez xixi no meu colo e no carro. ETA MARAVILHA! Por uma fração de segundo não rolou algo mais, usem a imaginação para completar o acontecimento seguinte enquanto abastecia o carro.
Recapitulando: eu já estava atrasada, puta, com fome e ainda por cima toda mijada (a finesse também está em falta no post de hoje). Pagamos, ligamos o GPS e lá fomos nós novamente. A porra do GPS tava mandando a gente ir pelo Minhocão – só que o GPS esqueceu que hoje é domingo e lá não abre. Sorte que percebemos antes e resolvemos alterar a rota. Pegamos a Avenida Paulista. Que ideia incrível, só que não. Trânsito do capeta era pouco. E o GPS começou a recalcular umas rotas bizarras e a gente começou a rodar igual trouxa ali na região. RISOS. Nisso comecei a escutar um barulho um tanto quanto exótico vindo da cachorra e logo pensei “fodeu: vai ser vômito ou diarreia”.
Para nossa sorte (?) foi apenas vômito e eu consegui conter um pouco na toalha que tava no meu colo e não caiu nada no carro. Da primeira vez. O barulho persistiu. Muito sagaz que sou logo abri a janela no carro e coloquei a cabeça dela pra fora: não deu outra, ela vomitou mais duas vezes até encontrarmos um local seguro pra estacionar e descer com ela.

Cachorra passando mal significa:

( ) Sem condições de cruzar mais de 10 km de trânsito;
( ) Sem condições de deixá-la na casa da amiga;
( ) TREVA;
(x) Todas as alternativas acima.

No caminho de casa, ainda rolou mais uns despejos e quando finalmente paramos o carro na nossa garagem a surpresinha que eu tive pra limpar a lateral do carro não foi nada agradável. Limpei o carro, limpei o cafofo da Cookie, tomei banho e tô aqui me dedicando ao BEDA. Agora chega porque eu tô com fome e ainda preciso cozinhar alguma coisa porque não tem absolutamente nada ~fácil~ de comer na despensa. E ela segue quietinha (e bem melhor) dormindo na caminha dela. Bisous et à bientôt!

PS: amanhã retorno com a programação original.

badge_post_01

Vai ter #BEDA sim!

Em 01.08.2015   Arquivado em Rotaroots

BEDA2

OLAR, PESSOAL! Eu sei que não tenho postado com muita frequência no blog mas no mês de agosto irei me redimir e vai ter post por aqui até vocês enjoarem da minha cara. E sabe por que? Porque o Rotaroots bolou um projeto super especial para comemorar o mês do blog day – o BEDA (blog every day august)! Não vou passar um textão hoje aqui explicando o que é o projeto – se você acompanha essa blogosfera maravilhosa, provavelmente já leu alguns vários. Apenas repito: VAI TER POST TODO DIA SIM! E sim, antes que alguém pergunte: o BEDA foi inspirado no projeto lançado por alguns youtubers que se chama VEDA (vlog every day april) – acho que a experiência vai ser super bacana e eu tô bem animada.

yas

Eu já montei um rascunho da planilha com os posts do mês e tentei encaixar um pouco de tudo que eu gosto. Se vocês quiserem que eu escreva sobre algum tema específico, a hora de pedir é agora! Prometo olhar tudo com carinho e fazer o máximo para encaixar na programação do mês, tá? O post de hoje vai ser bem curtinho porque tô até agora ~tunando~ os notebooks aqui: update no Windows, instalando editor de vídeo, editor de foto, fazendo limpeza…tudo pro BEDA fluir numa boa! E oh, quem quiser acompanhar os bastidores do BEDA e um pouquinho da minha rotina meu snapchat é snpatricia (aproveitem e deixem o de vocês nos comentários que eu adoro interagir por lá!).

Quer participar do BEDA, e quer saber todos os detalhes do projeto? Lá no Rotaroots tá tudo explicadinho, e para entrar no grupo é só clicar aqui. Bisous et à bientôt!
badge_post_01

Made For You!

Em 27.07.2015   Arquivado em Beleza, Pessoal, Publicidade

surpresa-kipling-lush-presspass-1OLAR! Hoje definitivamente foi um dia cheio de surpresas (de todos os tipos). A mais legal delas foi a mais inesperada e chegou nessa nécessaire lindíssima aí da foto! A Press Pass entrou em contato comigo recentemente e hoje eu recebi um kit incrível da Kipling e da Lush Brasil – que são duas marcas que eu amo pacas e já comentei bastante aqui no blog. Tô até agora meio desnorteada com tanta fofura e carinho das empresas, sério. Quem me segue no instagram já até viu a cartinha que eles mandaram – e se você ainda não me segue por lá tá dando bobeira, falei.

surpresa-kipling-lush-presspass-3

surpresa-kipling-lush-presspass-4

Na parte da frente veio o shampoo sólido Ultimate Shine que tem um cheirinho floral super delícia e suave (achei o conceito muito legal e tô bem animada pra testar!), o esfoliante labial Bubblegum que tem gostinho de chiclete (eu comprei a versão natalina o Santa’s Lip Scrub uns tempos atrás  e amei de paixão) e o Honey Trap que é um lip balm com gosto de chocolate branco – achei super diferente!

surpresa-kipling-lush-presspass-5

Na parte de trás veio o gel de banho The Olive Branch que mistura óleo de oliva e bergamota e tem um cheiro muito relaxante – uma dica: super dá para usar como shampoo também e o cabelo fica mega brilhoso, o sabonete Figs and Leaves que age como um esfoliante e revigorante, a loção corporal Vanilla Dee-Lite – que contém vários ingredientes hidratantes como óleo de coco extra virgem e manteiga de cacau – e o tônico facial Breath of Fresh Air que possui propriedades refrescantes e adstringentes. Prometo que a medida em que eu for testando, eu compartilho as resenhas por aqui!

surpresa-kipling-lush-presspass-7surpresa-kipling-lush-presspass-15surpresa-kipling-lush-presspass-16surpresa-kipling-lush-presspass-17

A nécessaire da Kipling é a Made For You no tamanho médio (sim gente, ela é média e cabe tudo isso!!!!) e ela tá disponível tanto na loja online como nas lojas físicas. Por fora ela é um amarelo neon e por dentro tem essa estampa de coração mega fofa em um fundo cinza, muito linda – tentei dar um close na parte de dentro pra vocês darem uma conferida. Pra quem não sabe, eu tenho uma mini coleção de macacos e agora eu tenho um modelinho diferente que eu não tinha antes, tô super feliz! E oh, com certeza essa nécessaire vai no voo comigo pro Canadá – ela cabe muito mais coisas do que a minha antiga.

Novamente, só tenho a agradecer tanto a Lush quanto a Kipling pelo carinho. E aí, vocês tem ou já testaram um desses produtos? Me contem ali nos comentários! Bisous et à bientôt.

A tal tendência do “Armário Capsula”

Em 26.07.2015   Arquivado em Moda, Pessoal
armario-capsula

Imagem original: Stylizimo

Nos últimos meses vi um número consideravelmente grande de artigos sobre o tal “armário cápsula” – tutoriais, dicas e inúmeros depoimentos de pessoas que se libertaram das garras do consumismo e adotaram um guarda roupa minimalista. O negócio ficou tão popular, que existem até teorias bizarras sobre o assunto. Sério. Algo do tipo “todas as suas roupas tem que caber em duas malas”. Se você caiu nesse blog por um acaso do destino esperando um post super informativo de como montar o seu novo armário: tchau, esse post não é para você.

Patty, o que diabos é um armário cápsula?

O termo foi criado pela britânica Susie Faux nos anos 1970 e de acordo com ela, são uma coleção de peças essenciais que nunca saem de moda – como saias, calças e casacos – e que podem ser misturadas com peças mais sazonais. Nos anos 1980 essa tendência ficou ainda mais popular graças à designer Donna Karan. Basicamente você escolhe um esquema de cores neutras, peças chaves, cortes clássicos e monta um armário com uma média de 10 a 30 roupas diferentes. E recentemente essa tendência tem voltado com força total – um dos blogs que teve bastante influência no assunto é o da americana Caroline Rector.

salem

uau, tô amando

Será que isso é pra mim?

Se você já tem um estilo mais básico/clássico – seja por preferência, por preguiça ou por falta de grana – o armário cápsula pode ser uma ideia interessante para exercitar novas combinações, analisar o que você já tem, doar o desnecessário e comprar peças boas e duradouras para refinar seus looks. Mas se você é uma pessoa que – como euzinha – adora cores, estampas, brilhos, bolsas, sapatos e afins…dificilmente dá pra levar essa ideia a sério. E tá tudo bem miga, dá pra ser feliz com um armário abarrotado de roupas SIM. Tá tudo bem não ser minimalista, não usar só cores neutras e não aderir ao hype.

O que eu acho de tudo isso

Se te agrada: vai na fé. Só não começa a cagar regra pra cima de mim. Simples assim. Hoje li um post de uma blogueira famosinha que foi compartilhado por uma pessoa x no meu feed do facebook e foi dali que surgiu esse post. A ilustríssima tava lá dizendo que ter armário cheio era sinal de consumismo desenfreado – como se pessoas como eu fossem as Becky Bloom feat. Carrie Bradshaw da nova geração que só ligam pra porra da etiquetinha de marca. Como se todo mundo que deseja sair do básico e do mundo monocromático quisesse ser uma aspirante a it girl. Como se todo mundo que não fosse adepto dessa tendência fosse um comprador compulsivo desenfreado. Como se todo mundo tivesse um vício letal. Que ter roupa demais reflete insegurança. Que ter roupa demais é brega e kitsch. APENAS PARE, QUERIDINHA. Deixe cada um se vestir e ser feliz como quiser.

O que vocês pensam a respeito disso? Vocês adotariam um armário cápsula? Eu gosto do conceito de ter peças básicas para montar bons looks, mas jamais me limitaria a um número x de peças a cada estação. Vamos conversar sobre isso nos comentários, quero muito saber a opinião de vocês! Bisous et à bientôt.

29 comentários
Página 1 de 4712345... 47Próximo